A psicologia felina explica: por que os gatos arranham o sofá da sua casa?

Psicologia felina: evite que seu gato arranhe os móveis

Saber se utilizar da psicologia felina é muito eficiente para saber como lidar com o comportamento dos gatinhos, principalmente aqueles mais novos.

Alguns dos comportamentos dos felinos acabam sendo um grande incômodo para os donos. Em especial sua mania de arranhar sofás, poltronas, cadeiras ou qualquer lugar que dê para afiar suas unhas.

Apesar deste ser um comportamento normal dos felinos, há como adestra-los de maneira correta para que esse tipo de ação não destrua a sua mobília. Por isso é que neste conteúdo, falaremos um pouco mais sobre este assunto e como lidar com isso da forma correta.

 

Como aplicar a psicologia felina em casa?

 

Os gatos geralmente arranham os móveis para que possam afiar unhas e conseguir remover as pontas de garras desgastadas. Ou seja, para que possam dar lugar a novas garras.

No entanto, esse tipo de comportamento pode acabar se tornando frustrante para o dono. Principalmente porque nenhum gateiro quer ter sua casa destruída por isso.

Os gatos também afiam os móveis para que possam fazer uma demarcação de espaço e objetos. Pois quando um local é arranhado, o gato consegue deixar visualmente claro que aquele lugar pertence a ele.

Os bichanos são bastante territorialistas, então farão várias coisas que para demarcar seu território. Além disso, os gatinhos também acabam arranhando uma mobília quando eles se espreguiçam e se exercitam para alongar os seus músculos.

O que jamais um tutor deve fazer é ensinar o gato a não arranhar pois isso faz parte de sua natureza. Deve-se procurar outros meios para que o animal possa fazer isso.

Como por exemplo, procurar arranhador para comprar em um pet shop que seja colocado em um canto estratégico da casa para proteger os sofás.

Há modelos que servem para colocar no braço de sofás e poltronas para evitar que o estofado e seu revestimento interno sejam destruídos. Logo, você deve ensinar seu gato a arranhar em lugares certos. Isso irá resolver parte de seu incômodo.

Solução para os gatos que arranham móveis

Se o seu bichano tem mania de arranhar os lugares inapropriados mesmo que você já tenha disponibilizado a ele um arranhador, então um meio de impedir esse instinto do seu gatinho é o deixando longe desses lugares.

Há também à venda nos pet shops alguns sprays que deixam o local que o gato costuma frequentar, com um cheiro desagradável para ele. 

Entenda a psicologia felina por trás da vontade do gato arranhar seus móveis

Assim, este bichano passa a evitar esses lugares e de repente começa a se interessar pelos locais apropriados para ele exercer esta ação. Com isso, não consegue destruir outras áreas.

A higienização dos locais da casa ou do apartamento que você deseja que seu gato não destrua é fundamental para que o cheiro do bichano não se concentre ali e ele não tome posse daquela região.

Faça a procura dos sprays anti arranhadores que possuem uma elaboração com amônia quaternária. Uma substância que tem como poder eliminar os cheiros que os pets deixam.

Dessa maneira, pode-se evitar dor de cabeça quanto a isso. Outro modo também é utilizar outras atividades para que os bichanos percam interesse em arranhar móveis.

Com um ambiente repleto de distrações e atividades, o seu pet acabará não arranhando por tédio. Apesar dos gatos serem mais quietinhos que os cachorros, brincar faz parte de uma rotina saudável.

Portanto, investir em brinquedinhos com laser, pena ou apenas bolinhas, já é o suficiente para manter seu animal entretido em suas atividades.

Qual a importância de entender melhor seus gatos?

 

A partir do momento em que você, como tutor, adota um gato, deve ter a consciência de que a partir daquele momento, é você quem vive na casa dele. Parece brincadeira né?

Isso acontece porque os felinos possuem a mania de se acharem realmente os donos da casa. Tanto que em pouco tempo ele já vai se ambientando nos espaços e fazendo o reconhecimento do local.

Sendo assim, todos os objetos estão ‘sob supervisão do animal’ e a partir do momento que você muda algo, isso já pode ser o suficiente para que o bichano fique estressado.

Esse estresse pode levá-lo a arranhar os móveis, derrubar objetos propositalmente ou se isolar. Deve-se antecipar esse movimento de contrariedade e desde cedo arrumar um local que seja apenas dele.

Quando se trata de arranhador, é interessante porque existem vários tipos de materiais que o seu felino pode se adaptar melhor.

Se por uma infelicidade nada der certo na primeira compra do arranhador, não desista!

Ou, se você comprou brinquedos e o gato não demonstrou muito interesse, experimente outros tecidos. Os gatos são guiados pelo prazer, por isso, costumam ter manias difíceis de entender ou controlar.

E isso inclui o ato de arranhar,  que também gera nos bichanos algum tipo de satisfação que os fazem querer repetir aquele comportamento sempre.

É necessário ter paciência nessa fase de adestramento pois a mudança não ocorre de um dia para o outro.

Relação entre a atenção dos gatos e a psicologia

É preciso redirecionar a atenção do animal diariamente para algo que seja visualmente mais atrativo para ele que um objeto que esteja acostumado a arranhar.

Por esse motivo existe a necessidade de ter brinquedos ou objetos em um espaço para que ele se sinta confortável.

Cuide bem do seu miau!

Vimos então um pouco sobre os gatos e sua mania de arranhar objetos, o porquê disso ocorrer e o que fazer para evitar. Bem como, tudo o que não fazer.

É importante estar atento aos detalhes para que seu gato cresça saudável e feliz em seu lar. Em caso de dúvidas, consulte um veterinário e peça conselhos para lidar com situações que estejam fora de seu alcance.

Nos conte aqui sobre a rotina do seu animal e se ele tem muitas manias difíceis de largar. Compartilhe também este conteúdo com outras pessoas.

Deixe um comentário