o gato castrado precisa de alguns cuidados especiais para não engordar

Gato castrado: 7 cuidados essenciais do tutor com o bichano

O cuidado com um gato castrado deve ter uma atenção especial para que se possa suprir a necessidade do animal. Assim como os humanos, após uma cirurgia de retirada de algum órgão, por exemplo,  há alguns pontos cruciais no dia a dia que farão com que o animal viva melhor.

Sendo assim, é vital que o tutor não ignore este fator e corra atrás de saber que cuidados são esses. A castração pode gerar algumas dúvidas e isso é muito comum.

Mas, essas dúvidas precisam ser respondidas para que o gato tenha uma maior qualidade de vida depois de sua castração. Veja então, como você pode ficar a par deste assunto.

Quais os cuidados básicos que um gato castrado deve ter?

Primeiramente, se você ainda não castrou seu gato e quer saber mais sobre o assunto, chegou ao lugar certo. Explicaremos então um pouco melhor sobre o que é a castração e o que acontece nesse processo.

A castração de um animal é quando uma cirurgia é feita para que se possa evitar principalmente a reprodução de novos animais. Mas além disso, a cirurgia ajuda a evitar possíveis problemas de saúde e também ajudam no controle do comportamento do animal.

Nos gatos machos, é feita a retirada dos testículos, já nas fêmeas é retirado os ovários e útero. Por conta da diminuição do hormônio pela falta do órgão reprodutor do animal, os gatos tendem a ficar mais mansos.

Mas, certamente todo esse processo gera dúvidas principalmente em relação aos cuidados que se deve ter com o animal. Por isso, separamos algumas das principais questões a serem respondidas.

1. Quando o gato é castrado ele para de crescer?

Esse é um dos principais mitos acerca da castração. Geralmente, quando se pega um animal novinho para cuidar e ele já vem castrado ou o tutor deseja realizar a castração, permanece a dúvida sobre o crescimento do animal.

O crescimento do gato não tem relação alguma com a castração. Sua relação está diretamente ligada ao biotipo do animal. Se ele for um gato de linhagem grande, provavelmente crescerá bastante.

2. Quantos anos um gato castrado vive?

Um gato doméstico geralmente tende a viver entre 12 a 18 anos. Com a castração, a expectativa de vida do animal pode chegar a 20 anos.

Isso é explicado por alguns fatores. O primeiro é que a castração previne algumas doenças possíveis de acontecerem com o felino por conta de hormônios.

Então, sem que haja isso interferindo, as chances de um tumor de mama, testículos, doenças infectocontagiosas, dentre outras patologias deixam de acontecer.

A segunda questão é que por conta da baixa de hormônios, o gato tende a ficar mais caseiro. Então, ainda que domesticado, se seu gato gosta de dar umas fugidinhas, pode ser que algum imprevisto aconteça no meio do caminho.

Gatos costumam sofrer acidentes de rua, comer restos de comida infectada e ainda estão expostos a maldade alheia de outras pessoas.

Logo, como a castração diminui esse impulso de querer sair, esses riscos também acabam sendo cortados, o que faz com que seu gato tenha maior segurança e viva mais.

3. Quanto tempo pode castrar o gato?

O ideal é que os gatos sejam castrados antes que atinjam a maturidade sexual. Então, por volta dos 4-6 meses já é uma boa idade. Perceba se o seu gato está na puberdade pelo seu comportamento!

Geralmente costumam miar alto e marcar território. Ao observar esses sinais, marque uma consulta para que a castração aconteça.

4. Como limpar gato castrado após cirurgia?

A cirurgia é um procedimento invasivo e que precisa de muitos cuidados para que ela não seja prejudicada depois. Sendo assim, é importante seguir alguns passos:

  • Coloque o colar elizabetano, aquele que parece um abajur no animal até que a cicatrização esteja completa;
  • Limpe a incisão com soro no mínimo 3 vezes no dia;
  • Não cubra os pontos;
  • Passe produtos antissépticos recomendados por veterinários;
  • Use roupa cirúrgica no animal por pelo menos uma semana.

Esses são os cuidados básicos de limpeza. Outros pontos a serem atentados é sobre a movimentação do animal. Observe para que ele não pule ou faça movimentos bruscos.

Evite pegar o animal no colo pelo menos nos primeiros dias para que os pontos não se rompam. Dê as medicações corretas segundo a ordem do veterinário.

5. Quais cuidados pré-operatórios?

veja como cuidar do bichano logo após a operação

Antes da cirurgia é preciso seguir um protocolo restrito para a segurança do gato. O local onde você levará para fazer a cirurgia vai lhe dizer os procedimentos a se fazer.

Geralmente, recomenda-se jejum de 6 horas para água, de 12 horas para comida, levar o gato em uma caixa transparente, ter uma manta para envolver o gato e possuir o colar de isolamento.

6. O que fazer quando gato castrado sente vontade de cruzar?

Nos primeiros 3 meses depois da cirurgia, é comum que o macho ainda apresente alguma vontade de cruzar por conta de uma certa carga hormonal.

Porém, depois desse tempo, o desejo vai desaparecendo. Se você notar que esse comportamento tem persistido, leve ao veterinário para que ele avalie se o procedimento deu certo.

7. Quais outros cuidados necessários que o gato castrado precisa?

Há uma série de outros cuidados necessários com os gatos depois de castrados. Por exemplo, é interessante que a ração do bichano seja destinada a gatos castrados.

Isso porque ela possui menos calorias e as chances do animal engordar demais acabam diminuindo. Além disso, ela possui muitos nutrientes, o que é interessante para esses animais.

Por conta da castração ser algo que faz com que o gato se acalme, é interessante que o animal tenha algum estímulo para as atividades físicas. Portanto, invista em brinquedos interessantes para que a brincadeira aconteça.

Ofereça também itens que podem entreter seu animal, como caixas, prateleiras para pet, tocas, esconderijos, etc.

Conclusão

Ao seguir essas recomendações, muito provavelmente você não sentirá tanta diferença de comportamento de seu gato antes e depois da castração. Além disso, fará com que ele tenha uma vida muito melhor daqui para frente.

Nos conte se você ficou com alguma dúvida a respeito e compartilhe este conteúdo com mais pessoas.

Deixe um comentário