Você  já ouviu sobre toxoplasmose em gatos? Essa é uma doença que atinge humanos e também os felinos. Ela é causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii.

Toxoplasmose em gatos: 7 formas de prevenir a transmissão

Você  já ouviu sobre toxoplasmose em gatos? Essa é uma doença que atinge humanos e também os felinos. Ela é causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii.

Os gatos são um dos bichos de estimação que mais sofrem com preconceito e mitos acerca de sua saúde e personalidade. E em relação a essa doença, os animais são lembrados por serem os principais hospedeiros.

Muitos acreditam que o gato é o responsável por gerar essa doença, mas não é bem assim. Os felinos podem acabar sendo atingidos por ela também e desenvolverem hepatites, pneumonias, dentre outras doenças.

É preciso ficar atento ao assunto. Quer saber como manter o gato e você longe dela? Então continue lendo.

 

O que é e como acontece a toxoplasmose?

A doença geralmente acontece quando o gato entra em contato com o parasita através da alimentação de carne crua ou mal cozida de animais infectados.

Dessa forma, o protozoário acaba sendo liberado nas fezes do gato e contaminam plantas e águas. A doença pode ser transmitida a partir da ingestão desse protozoário.

Os felinos não costumam sentir nenhum sintoma, o protozoário apenas se multiplica no organismo do gato enquanto ele é desovado pelas fezes.

Nos humanos, ainda que não seja frequente, pode haver febre, falta de ar e anorexia. O tratamento vai depender muito do quadro de cada pessoa.

Para evitar que o felino entre em contato com o protozoário, é preciso ter um controle maior de suas atividades para que ele não coma nenhum alimento cru ou animais de rua.

É preciso destacar que a toxoplasmose em humanos raramente é causada pelo contato entre tutor e felino.  Muitas pessoas acham isso por conta do gato ser um hospedeiro definitivo.

Gatos que vivem em casa ou apartamento e que não tem acesso a rua, raramente irão se infectar com a doença. A não ser que o dono dê carne crua de procedência duvidosa para o animal.

O que é e como acontece a toxoplasmose

 

Quais são os sinais de um felino com toxoplasmose?

Tirando os gatos imunossuprimidos, como os filhotes, que possuem o sistema imune imaturos ou adultos com o sistema imune comprometido, a toxoplasmose costuma ser assintomática.

A única forma de saber se um gato entrou em contato com o agente da toxoplasmose é através de uma avaliação sorológica com titulação. O exame só não é capaz de diferenciar se o pet está ou não soltando oocistos em suas fezes.

Mas, caso o problema acabe sendo diagnosticado, o veterinário poderá fazer a indicação de um tratamento por antibióticos.

Quais precauções que o tutor deve tomar?

Existem algumas medidas simples que podem fazer com que a doença seja evitada tanto nos gatos quanto nos humanos, são elas:

  1. Não deixar que o gato vá a rua, pois isso o expõe a doenças, brigas e atropelamentos;
  2. Lembre-se que os oocistos de toxoplasma acabam demorando para esporular. Então, limpe a caixa dos gatos todos os dias para evitar o contato;
  3. Use sempre que possível luvas de borracha quando for limpar a caixa, principalmente mulheres grávidas. O ideal na verdade é que outras pessoas se encarreguem dessa tarefa;
  4. A luva também é fundamental para quem gosta de jardinagem, principalmente quem mora em casa, pois pode ter a visita de gatos vizinhos andando pelas plantas, o que pode infectar seu animal;
  5. Deixe os gatos longe das superfícies da cozinha e lave sempre as mãos muito bem;
  6. Lave também frutas, legumes e verduras cuidadosamente;
  7. Depois de manusear a carne crua, lave bem as mãos e os utensílios usados;

Quando devo levar o animal ao veterinário?

Assim como os humanos, os felinos precisam de uma inspeção regular no veterinário para checar se sua saúde vai bem. Como a toxoplasmose em gatos não demonstra sinais claros de sua presença, essas idas regulares são fundamentais para encontrar tais problemas.

Principalmente se o seu gato tem contato com a rua, essa inspeção deve ser ainda mais atenta. Por isso, marque consultas e saiba o que tem se passado com o seu pet.

Quais são os sinais de um felino com toxoplasmose

Quando devo ir ao hospital com suspeita de toxoplasmose?

Grande parte das pessoas infectadas pela primeira vez não apresenta sintomas e por isso não precisa de um tratamento especial. Porém, quando a doença alcança novos estágios, ela pode trazer algumas complicações como:

  • Infecção congênita (gestantes e crianças);
  • Toxoplasmose ocular;
  • Toxoplasmose cerebral em pessoas com imunidade fraca.

Os sintomas da doença geralmente se parecem com uma gripe ou dengue. É interessante que pessoas com baixa imunidade, gestantes e recém-nascidos que apresentem sintomas mais fortes vão imediatamente para o hospital.

Isso porque a doença nesses casos pode acabar deixando sequelas graves se não tratada com antecedência. Por exemplo, gestantes podem acabar abortando ou fazer com que a criança desenvolva:

  • Icterícia;
  • Macrocefalia;
  • Microcefalia;
  • Crises convulsivas.

As sequelas tardias no recém-nascido podem aparecer na visão, neurologicamente e até mesmo se manifestarem na adolescência.

O tratamento em quem apresenta sintomas é feito por profissionais e dependendo do tipo de sequela que a pessoa já possa ter tido, especialistas da área passam a cuidar da situação.

O tratamento para toxoplasmose em humanos está disponível no SUS de forma gratuita. Em casos de gestantes que adquiriram a doença, é importante fazer todo o pré-natal e colocar em prática todas as orientações que foram passadas pela equipe.

 

Conclusão

Por fim, pudemos ver então um pouco sobre a toxoplasmose em gatos, o que ela é, como ela é desenvolvida, quais são seus perigos e como se proteger da doença.

É muito importante que o dono do felino fique atento a essas informações pois elas são cruciais para não afetar o seu gato e a sua saúde. O principal meio de prevenir a doença é se educando sobre ela.

Não deixe que seu gato frequente a rua, se possível, castre-o. Isso evita que ele adquira doenças, entre em contato com coisas que possam comprometer sua saúde, evita brigas, atropelamentos e maldades de outras pessoas.

Diga aqui se este conteúdo foi útil para você e compartilhe este material com mais pessoas que não conhecem ou sabem pouco sobre o assunto.

 

Deixe um comentário